27 março 2007

Nota

“Em relação à entrevista da ministra Matilde Ribeiro, divulgada pela BBC Brasil nesta terça-feira, 27, esta secretaria esclarece que a frase "não é racismo quando um negro se insurge contra um branco" aparece no título de maneira descontextualizada, induzindo o leitor ao equívoco.

A ministra deixa claro, no decorrer da conversa, que "não está incitando" esse tipo de comportamento e afirma: "Não acho que seja uma coisa boa". A afirmação apenas reconhece a histórica situação de exclusão social de determinados grupos étnicos no Brasil, prevalecente após 120 anos da abolição, que pode, por vezes, provocar esse tipo de atitude - também condenável.

Esclarecemos, ainda, que a missão da Seppir é justamente tomar iniciativas contra as desigualdades raciais no País e formular políticas públicas de igualdade racial, de forma conjugada com os demais ministérios e em diálogo com diversos setores da sociedade civil.

A Secretaria também atua no sentido da valorização e do respeito às diversidades, em um trabalho integrado com negros, indígenas, ciganos, judeus e palestinos em espaços como o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial e a Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, com a intenção de garantir a essas comunidades acesso a bens e serviços públicos, qualidade de vida e oportunidades iguais.”

Secretaria Especial de Política da Promoção da Igualdade Racial (Seppir)