14 abril 2007

Nota Pública

Tendo em vista a prisão dos desembargadores federais José Eduardo Carreira Alvim e José Ricardo de Siqueira Regueira, e do juiz trabalhista Ernesto da Luz Pinto Dória, a AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) vem a público reafirmar seu compromisso com a lisura e a transparência do Poder Judiciário.

Os magistrados citados estão entre os 25 presos da chamada operação Furacão, deflagrada hoje pela Polícia Federal. Todos são apontados como suspeitos de envolvimento na exploração de jogos ilegais e crimes contra a administração pública.

A magistratura brasileira defende a apuração rigorosa dos fatos e a punição dos eventuais culpados, preservando-se, como garantia do Estado Democrático de Direito destinada a todo e qualquer cidadão, o devido processo legal, com o contraditório e o amplo direito de defesa. A AMB acompanhará atentamente os desdobramentos da investigação.
Rodrigo Collaço
Presidente da AMB
Sexta-feira, 13 de abril de 2007