11 outubro 2007

Senador Renan Calheiros: íntegra do pronunciamento

“Na noite de hoje, decidi me licenciar da presidência do Senado Federal, pelo prazo de 45 dias, a fim de demonstrar, de forma cabal e respeitosa à Nação e a todos os ilustres senadores, que não precisaria do cargo de presidente do Senado Federal para me defender. Agindo assim, afasto de uma vez por todas o mais recente e injusto pretexto usado para tentar dar corpo à inconsistência das representações enviadas, sem qualquer indício ou prova, ao Conselho de Ética do Senado Federal.

Com esse meu gesto, que é unilateral, preservo a harmonia no Senado, deixo claro meu respeito pelos interesses do país, e homenageio, sem dúvida, as altas responsabilidades das funções que exerço, contribuindo decisivamente para evitar a repetição dos constrangimentos ocorridos na sessão de 9 de outubro.

Reafirmo que enfrentarei os processos como fiz até agora, à luz do dia, com dignidade, sem subterfúgios. Não lancei mão das prerrogativas de presidente do Senado em meu benefício, ou contra quem quer que seja. A minha trincheira de luta sempre foi a inflexível certeza da inocência, a qual – estou convicto – prevalecerá com a verdade, como aconteceu na minha absolvição.

O poder é transitório, enquanto a honra é um bem permanente, que não sacrifico em nome de nada. Resistirei firme na minha defesa, honrando a confiança da minha família, do povo de Alagoas, dos meus amigos, dos meus colegas do Senado Federal. E daqueles que, mesmo sem me conhecer, com seu apoio, suas mensagens, suas orações, me deram forças até agora. A esses, certamente não decepcionarei. Aguardarei, serenamente, que a Justiça e a verdade prevaleçam.”

Nenhum comentário: